<-- home

LaKademy 2012

image0

O LaKademy ocorreu do dia 27 de Abril até 01 de Maio, na cidade de Porto Alegre- RS.

De muitos eventos que já participei, este talvez tenha sido um dos melhores e mais técnico que presenciei.

Sai do Rio de Janeiro, no dia 27 de maio, às 08h para chegar em Porto Alegre às 10:10. A viagem foi bem tranquila, a única coisa que não gostei na viagem foi a qualidade da GOL que parece que esta caindo.  A distância das poltronas é minima e desta vez não teve serviço de bordo (Tudo bem, eu comi alguma coisa no aeroporto por um valor bem abaixo do que o cobrado na viagem).

Como eu sabia que estava indo para POA para trabalhar para o KDE, resolvi aproveitar o percurso do aeroporto para o hostel de ônibus. No qual fiz sem qualquer problema.

Quando estava caminhando do ponto de ônibus para o hostel, bateu aquele frio na barriga, pois de todo o pessoal do KDE, eu só conhecia o Tomaz Canabrava, e mais ninguém. Alguns eu só acompanha o blog e twitter/ident.ca de alguns membros, como é o caso do Lamarque, Sandro e  do Filipe e da Aracele.  Para ser bem sincero, até pensar em me perder de proposito me passou pela cabeça. Mas eu já estava ali na cidade, então como disse uma vez algum poeta: “ - Quem não morre, não vê Deus”. e entrei no hostel e me apresentei ao pessoal do KDE-BR.

A recepção deles foi muito boa, todos se apresentaram e eu sentei num canto que estava livre já para começar a trabalhar e fiquei traduzindo algumas partes do techbase, com uma boa empolgação.

No almoço deste dia, consegui conversar mais com o pessoal e perceber o quanto que eles são gente boa. bastante receptivos e educados. Volta do almoço, mais trabalho e foi assim até a hora da janta que foi cerveja e sanduiches.

De manhã acordamos bem cedo, pois combinamos com a organização do FLISOL de Porto Alegre, que iriamos realizar uma apresentação sobre o KDE e darmos sequência ao LaKademy lá mesmo.

Assim que chegamos ao evento, tive uma grande surpresa. A tela do meu notebook estava quebrada. Como se tivesse algo entre o teclado e a tela e a tampa fechada, Como eu tenho o hábito de ler emails assim que vou dormir e sempre de manhã cedo quando acordo, não percebi nenhum problema. O que mais me deixou irritado nesta surpresa que tive foi que o meu trabalho ficou bastante comprometido. No FLISOL, utilizei um monitor externo que havia na sala.  Mas no hostel ainda não tinha visto nenhum monitor sem uso.

O LaKademy no FLISOL de Porto Alegre pra mim foi bem positivo, pois conseguimos trocar alguma experiência com alguns usuários e sempre alguém ia nos visitar na sala.

O evento acabou por volta das 16:30h, voltamos ao hostel e trabalhamos um pouco, depois saimos para tomar uma ceveja e trabalharmos mais um pouco.

No dia seguinte, o mesmo roteiro: Iniciamos os trabalhos às 09h, trabalhamos sem parar até o horário do almoço, comemos e voltamos para trabalhar até as 19h, 20h.

Tivemos uma palhinha do Sandro Andrade tocando violão, o cara manda bem e claro, o Tomaz querendo praticar o sapateado em qualquer lugar que fosse possível ou não. =p

Depois mais cervejas e esta foi a parte mais divertida do nosso descanso, com o paradigma de programação  orientada a Metafora criada pelo Luis Oliveira que foi sensacional.

Neste dia, já cansado de ficar usando o computador com Windows do hostel, resolvi comprar um cabo HDMI para ligar o meu notebook na TV da sala que estavamos, mas sinceramente isso não deu muito certo, pois foi bem cansativo pra mim e eu sempre achava que estava tirando o foco das outras pessoas.

Praticamente o último dia do evento, pois muitos estavam com a pessoa programa para o dia seguinte, que foi o meu caso.  Este dia como os outros foram bem descontraído, este relato não esta com a precisão dos fatos como deveria, pois fica parecendo que todos os dias foram iguais e isso não é verdade.

Nenhum dia do LaKademy foi igual ao seguinte ou anterior. Cada dia parecia ser único. Parecia que as pessoas queriam aproveitar cada minuto que a companhia do grupo poderia proporcionar. Em cada minuto, alguém estava aprendendo algo novo, sempre se divertindo, sempre expondo as suas idéias e sendo respeitado. E tenho certeza que todos aproveitaram o máximo disso. E acho que tudo isso só foi possível devido a um objetivo: Transformar o KDE melhor a cada dia.

A volta pra casa, foi de que eu poderia ter sido mais produtivo se não tivesse ocorrido o problema no meu notebook. Mas não vou ficar de mimimi, isso foio como um puxão de orelha para que eu consiga me organizar para poder contribuir mais e mais.

Mas o sentimento que termino o LaKademy é de que conheci pessoas fantásticas, um projeto de Software Livre que funciona na horizontal, e que novos membros são muito bem aceitos e que tem espaço para todos.

As fotos do LaKademy 2012 estão no flickr.