<-- home

Olhe antes de abrir a porta ou o dia em que fui pro chão!

image0

 

Ontem ocorreu mais uma bicicletada da Zona Oeste, que a cada edição esta se tornando especial. Alias ela esta tão especial que existem várias pessoas que moram na Zona Sul, Centro e Zona Norte que pedalam até o Largo do Pechincha para participar da Massa Critica.

Então antes de você continuar a ler este post, fica a dica:

Toda 2a sexta-feira do mês, no Largo do Pechincha, concentração às 19h.
Com o destino decidido na hora e na velocidade do mais lento.

A volta da bicicletada foi algo bem tranquilo. Quero dizer, até quase o final do destino, quando só restava duas pessoas (Eu e o Ary) tivemos um pequeno acidente.

Depois que nos despedimos do Márcio e da Clara, Eu e o Ary resolvemos acelerar um pouco a velocidade e quando estávamos em frente ao metrô de São Cristovão, vimos um táxi com uma faixa vermelha ao invés da azul parado no meio-fio da radial oeste com todas as luzes apagadas. Então o cortamos pela esquerda, O Ary estava na minha frente, quando eu estava praticamente ao lado do carro, o motorista abre a porta com os pés, quando vejo a porta abrindo com bastante velocidade, o meu instinto foi colocar a bicicleta para a esquerda e pular. mas não tive muita sorte(eu acho), pois mesmo assim a porta do infeliz pegou em mim, me jogando para o meio da pista.

Assim que cai, a primeira coisa que pensei foi de rolar para o meio-fio com medo de algum carro não me ver jogado na pista.

Assim que o Taxista viu que eu não tinha morrido ou que estava consciente, entrou no carro e foi embora. Quando eu levanto, sou\  ajudado pelo Ary e por um cara que estava passando de carro e viu todo o acidente.

Para minha sorte o Ary anotou a placa do carro.

Mesmo com bastante dores, preferi voltar a pedalar, mas percebemos que o pneu traseiro do Ary estava furado. Então para não deixa-lo a pé, fomos voltando pra casa andando (Moramos no Centro). Mesmo enchendo o pneu, segundos depois, ficava totalmente vazio. Acredito que algum problema na válvula.

O meu estado é o seguinte: estou com machucados nos dois braços, no joelho e tornozelo. Não consigo mexer a perna direita com fortes dores na coxa (Talvez pelo esforço de voltar a pé) e o pescoço também tá doendo.

A ruivinha (minha bicicleta) esta com as duas rodas empenadas e o guidon parece que também tá, ainda não consegui (e não deixaram) andar até onde a bichinha esta para ver o estado dela. Mas sei que ela tá muito, muito suja por causa da chuva de ontem.

Assim que conseguir andar um pouco, irei na delegacia para registrar o fato.

Sinceramente? Isso não apaga em momento algum a Bicicletada que rolou na Zona Oeste. Cada edição é bem marcante e já estou esperando a da Sexta-feira 13.